Semana Municipal da Pessoa com Deficiência

por snf — publicado 28/08/2015 08h20, última modificação 28/08/2015 09h08
Vereador Carlos Nilo popôs e manifestou-se em ato solene em homenagem Semana Municipal da Pessoa com Deficiência.

    No dia 26 de agosto de 2015, ocorreu na Câmara de Vereadores um Ato Solene em homenagem a Semana Municipal da Pessoa com Deficiência. O Vereador Carlos Nilo, proponente do Ato Solene, manifestou-se, na oportunidade relatando sobre o contexto histórico da pessoa com deficiência em nosso país. Expôs que os arquivos da História brasileira registram referências variadas a “aleijados”, “mancos”, “cegos” ou “surdos-mudos”. No entanto, assim como ocorria no continente europeu, a quase totalidade dessas informações estava diluída nas menções relativas à população pobre e miserável. Ou seja, no Brasil, a pessoa deficiente foi incluída, por vários séculos, dentro da categoria mais ampla dos “miseráveis”. Desde essa época, as questões que envolvem as pessoas com deficiência no Brasil foram tratadas políticas de assistencialismo, caridade, inferioridade e oportunismo.

    A cultura geral foi construída com essas bases, é importante termos em mente que questões culturais demoram a ser revertidas. Porém, o vereador salientou que atualmente a nossa sociedade vive um movimento contrário, buscando reverter uma cultura construída nas décadas anteriores. Durante o Ato, várias autoridades se manifestaram, relatando as dificuldades e avanços referentes às pessoas com deficiências na atualidade. A primeira a usar a tribuna foi a Diretora da Classe Especial Caio Cesar Tetamanzi, mantida pela APAE, Simone, que salientou sobre a luta pelos direitos da pessoa com deficiência e maior inclusão. Questionou a todos sobre o tema da autonomia, se as pessoas com deficiência a possuem por completo. Após, a Sra. Loiva, salientou sobre a importância do elevador da casa legislativa estar em funcionamento, pois sem ele, as pessoas com deficiência não poderiam se fazer presente no Ato Solene. Ademais, falou sobre a abordagem utilizada para transmitir as informações sobre o tema para as crianças. Posteriormente, o Sr. Antônio, muito emocionado, expôs que se sentiu extremamente satisfeito com todas as palavras ministradas anteriormente, e afirmou que passou por muita coisa e sofreu muito preconceito, mas que atualmente sente-se mais confortável em saber que tem mais pessoas que lutam pela causa. Igualmente, momentos depois, a presidente do Condef se manifestou na tribuna, na qual afirmou que está se sentindo representada pelas entidades assistenciais e salientou que percebe que devemos não só derrubar as barreiras físicas existentes para a pessoa com deficiências, mas, também, as barreiras atitudinais. No mesmo entendimento, manifestou-se o representante da Associação dos Deficientes Fraternos, Sr. Antônio Garim.   Na oportunidade, afirmou sobre experiências vividas e disse que todos nós somos diferentes, de uma maneira ou outra temos nossas particularidades, pois há a deficiência visível e a invisível. Posteriormente, a Sra. Silna se manifestou brevemente, reiterando a fala de todos e expondo que a legislação está posta, cabe ao executivo fiscalizá-la.

   Por último, a Secretária Municipal da Saúde, Sra. Natália, manifestou-se, deixando a secretaria a disposição de todos. Para encerrar o Ato Solene, o vereador agradeceu aos vereadores presentes e as instituições que prestigiaram o Ato, a APAE, Associação dos Deficientes Fraternos, Assandef, Adev e Associação Internacional de Cegos. Salientou que as leis parecem perfeitas, mas infelizmente a execução delas é dificultada, por esse motivo é que devemos sempre fiscalizar e cobrar da autoridade competente.