Santa Casa e Ações do Poder Executivo seguem na pauta dos debates do Plenário Presidente João Goulart

por Equipe Imprensa publicado 16/05/2018 15h26, última modificação 16/05/2018 15h26
Durante o grande expediente, os legisladores falaram sobre as dificuldades vividas pelo hospital Santa Casa de Misericórdia e sobre ações do Poder Executivo Municipal.

Na sessão ordinária desta quarta-feira (16/05) após a leitura do expediente, deu- se iniciou o grande expediente.
O primeiro a subir na tribuna foi o vereador Luis Itacir – PT. Itacir destacou que para poder ajustar a balança de gastos do município, o executivo deve reduzir o número de Cargos Comissionados (CC). Seguindo na mesma linha argumentativa de controle de gastos, argumentou que: “– O governo deve arrecadar mais e gastar menos para que haja equilíbrio nas contas”. Completando, o parlamentar enfatizou: “- O governo Ico terá que repensar a forma como administra Sant’Ana do livramento”.

A Vereadora Maria Helena Alves Duarte – PDT concordou com seu colega Luis Itacir, alegando que os gastos devem ser equilibrados e que os cortes de cargos comissionados já estão sendo efetuados. Maria Helena também salientou os benefícios que a empresa EKT (empresa voltada ao desenvolvimento de tecnologias limpas, na área de revalorização de resíduos, domésticos/industriais/minerais/agrícolas) proporcionará ao município.

Aquiles Pires – PT manifestou seu contentamento pela ação dos vereadores, juntamente com o prefeito, que se reuniram para aprovar o repasse do ofício no valor de R$ 200.000,00 aliviar as onerosas dívidas da Santa Casa. O parlamentar alegou que ao longo do tempo: “– o hospital está diminuindo sua capacidade” na prestação de serviços e o pagamento dos salários. “– A Santa Casa estar aberta não é um favor, é uma obrigação, e como obrigação temos que fazer todos os esforços para manter o Hospital funcionando.”

O Vereador Carlos Nilo – PROGRESSISTAS apresentou números referentes aos gastos do município na área da saúde. O Vereador trouxe a tona um fato ocorrido na Escola Mundo Encantado, que pela falta de luz, recorreram a liberação dos alunos, questionando os gastos realizados para a educação.

Lídio Mendes Melado – PTB pronunciou-se ser contra a disponibilização do valor de R$ 200.000,00 à Santa Casa, alegando que este valor não trará a solução que o hospital precisa.

Após o pronunciamento do petebista, encerrou-se o grande expediente. Acompanhe as sessões plenárias ao vivo através da nossa fanpage e fiscalize o trabalho do seu vereador.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.