Farmácia solidária

por Gilmar A.S.Nunes publicado 16/02/2016 09h10, última modificação 16/02/2016 11h13
Vereador Danúbio protocolou seu mais novo projeto chamado Farmácia solidária.

    Na segunda-feira (15) o vereador deu entrada no protocolo do Poder Legislativo com seu  novo projeto de lei que trata da FARMÁCIA SOLIDÁRIA, a ideia inicial é fazer com que as pessoas doem os medicamentos que possuem em suas casas e não são utilizados, contribuindo para o tratamento de saúde de pessoas carentes, reduzindo o desperdício de medicamentos, diminuindo o descarte incorreto no meio ambiente e ajudando na diminuição da automedicação que pode provocar intoxicações. 

     O vereador  justificativa  o projeto dizendo que:Trata-se de expediente legislativo que tem como finalidade instituir o Programa “Farmácia Solidária”, cujo objetivo é a coleta de medicamentos para distribuição a pessoas carentes e que tal expediente se faz necessário, haja vista que um dos fatores que colabora para o desajuste social é o desperdício. Por todas as partes, os lixos domésticos e comerciais demonstram a cultura da perda e o escasso conhecimento que dispomos na área do reaproveitamento de materiais e substâncias.

     Continua justificando dizendo que a indústria farmacêutica é sem dúvida uma das que mais se beneficiam desta cultura, pois a população não tem o hábito de redistribuir suas sobras de medicamentos, que acabam em prateleiras domésticas, com prazo de validade vencido e sem nenhuma utilidade.O alto preço dos remédios recomenda que as autoridades procurem fórmulas de amenizar o peso deste item nos orçamentos familiares, estimulando a doação das sobras de medicamentos não utilizados, para que se organizem sobre controle e supervisão do poder público e criem as farmácias solidárias, para que assim, possam servir às populações de baixa renda.Logo, este é o objetivo do presente projeto de lei, que sem onerar o Poder Executivo, e estimulando a solidariedade social, procura prover demanda essencial das populações mais carentes e chamar a atenção para a necessidade de absorvermos a cultura do reaproveitamento em Sant’Ana do Livramento, provendo o acesso a saúde, previsto no Art. 6º da Constituição Federal.


Conheça o projeto clicando abaixo e depois clique em texto integral
PLO 42/2016 - Projeto de Lei Ordinária
DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO PROGRAMA 
Protocolo Geral: 379/2016 - Data de Entrada: 15/02/2016 
Autor: Danúbio Barcellos de Gusmão

 

Mucio Santana
Mucio Santana disse:
09/05/2016 16h29
Gostaria de solicitar copia do projeto de lei que criou a farmácia solidária, desde ja agradeço...
jose francisco romão jr
jose francisco romão jr disse:
16/11/2016 15h31
Gsotaria de obter uma cópia sobre o projeto dada o relevante alcance social
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.