Ampliação do complexo eólico de Livramento.

por Gilmar A.S.Nunes publicado 01/09/2015 08h05, última modificação 01/09/2015 08h05
Vereador Dagberto informa sobre ampliação do complexo eólico do Ibirapuitã.

                       A Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Geração da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio do Despacho nº 2.811, liberou a partir de ontem (27) a operação comercial das 12 unidades geradores da Usina Eólica Ibirapuitã I, em Sant’Ana do Livramento (RS), que totalizam 25,2 megawatts (MW) de capacidade instalada e estavam operando em testes desde o início do mês. O empreendimento, pertencente à Eletrosul, Rio Bravo Energia I - FIP e Fundação Elos, integra a primeira ampliação do Complexo Eólico Cerro Chato, que tem outros 90 MW da primeira etapa de implantação, em operação plena desde dezembro de 2011. A Usina Eólica Ibirapuitã I tem capacidade para abastecer 130 mil habitantes e é a primeira do Brasil a receber aerogeradores fabricados e montados no País por uma empresa nacional. 

                         Os empreendimentos eólicos da Eletrosul e empresas parceiras somam 800 MW de capacidade instalada, dos quais 517,2 MW estão operando comercialmente. Por volta das 15 horas de ontem, a geração de todas as usinas eólicas atingiu 470 MW, conforme dados do Centro de Operação do Sistema Eletrosul (COSE).

                         Com estas 12 novas unidades liberando e comercializando a energia que vai para a rede aumenta o retorno de ICMs para o municipio. Devemos tudo isso a esta grande figura humana de visão desenvolvimentsta e estratégica, chamada Ronaldo Custódio, diretor de operações da Eletrosul

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.