Vereador discursa sobre o caos nas entidades filantrópicas de Livramento.

por Gilmar A.S.Nunes publicado 10/10/2017 08h33, última modificação 10/10/2017 08h33
Vereador Carlos Nilo realizou discurso em sessão ordinária em que falou sobre o caos nas entidades filantrópicas de Livramento.

Na sessão ordinária da manhã do dia 09-10, em que estiverem presentes representantes das seguintes entidades, a APAE, CIDADE DE MENINOS e da ASSANDEF,o Vereador Carlos Nilo trouxe discursou na  tribuna, com a intenção de apresentar para os colegas vereadores a situação na qual se encontram as entidades assistenciais de caráter filantrópico sendo que anos realizam seu trabalho em Santana do Livramento. Aonde se credenciam junto ao conselho municipal de assistência social para receberem verbas públicas, sendo elas vindas do governo federal, estadual ou do governo municipal, com as suas nomenclaturas diversas.

Entidades que vem sofrendo ano após ano com a situação em que se encontram, pensando até em demissão de funcionário por falta de condições financeiras, outras com mais de 300 mil reais para receber do governo municipal, e isso vem prejudicando o andamento das instituições e prejudicado ainda mais a população santanense, porque quando a associação é afetada, a população de alguma maneira corre o risco de deixar de ser assistida.

As entidades a convite de Nilo, foram ao plenário para conversas com os vereadores e foi sugerido pelo vereador que as mesmas no dia 10/04 usem a tribuna popular para se manifestarem e relatarem o trabalho que cada uma vem desenvolvendo no nosso Município além de irem ao Ministério Público e denunciar esse desmando.

"Quero salientar que as verbas que vão para essas entidades são um direito delas, ou seja, ninguém aqui está pedindo favor e nem esmola é um DIREITO que recebam por serem filantrópicas e de utilidade pública e além de tudo , por fazerem um trabalho que é de competência do governo, desabafou o vereador.Eu sei que estamos em crise, o país está em crise, o estado está em crise, mas as verbas vinculadas que não podem ser usadas para outro fim, se não para o pagamento de um serviço prestado a comunidade, e isso deve ficar muito claro verba vinculada NÃO É para ser usada em outra finalidade a não ser para se desígnio de origem. Deixo o recado e peço o apoio de todos para que se somem a essa causa ” . Publicou o Vereador em sua rede social.

Publicou o vereador em sua rede social: https://www.facebook.com/carlos.nilo.733?ref=ts&fref=ts

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.