Frente em Defesa da UERGS encaminha primeiras ações

por Gilmar A.S.Nunes publicado 19/06/2015 10h48, última modificação 19/06/2015 10h48
A Frente em Defesa da UERGS- Universidade Estadual do Rio Grande do Sul- criada pelo Legislativo municipal, proposta pelo vereador Dagberto Reis, do PT, encaminhou suas primeiras ações em reunião realizada na ultima terça-feira, na sede de instituição de ensino.

A Frente em Defesa da UERGS- Universidade Estadual do Rio Grande do Sul- criada pelo Legislativo municipal, proposta pelo vereador Dagberto Reis, do PT, encaminhou suas primeiras ações em reunião realizada na ultima terça-feira, na sede de instituição de ensino. Participaram, além do vereador Dagberto, que preside a referida frente, os vereadores Jason Flores, do PMDB e Itacir Soares, do PT, além de professores e alunos da universidade entre eles  o diretor da unidade Livramento, João Carlos e o coordenador regional  Anor Aloisio Menine Guedes. A  liberação de uma área de 28 hectares, pertencente a Fepagro, por parte do Estado, foi uma das primeiras demandas encaminhadas a frente pela direção da UERGS. No governo anterior a cedência foi inclusive autorizada pela Assembléia Legislativa, porém a publicação no Diário Oficial, ocorreu durante o período eleitoral e precisa  ser refeita. Esta área é de fundamental importância para a unidade da UERGS em Livramento para o trabalho de pesquisa, principalmente para os cursos de Agronomia e de Desenvolvimento Rural e Gestão Agroindustrial. Os vereadores se comprometeram em fazer contatos junto ao governo do Estado para legalizar a cedência já encaminhada. “ Não cogitamos o fechamento da UERGS, mas a Frente vai trabalhar para o seu fortalecimento, buscando sempre com suas ações  a autonomia da universidade, para que seja efetivamente uma universidade de Estado e não de governo”, afirmou o vereador Dagberto Reis.

   Os vereadores  vem mantendo contatos com a frente criada na Assembléia Legislativa com o mesmo propósito e uma vitória já foi alcançada no que se refere a recursos orçamentários da universidade, que estavam retidos e foram liberados. A possibilidade de um convênio com o município, que possui uma área no Campo de Cooperação foi levantada. O vereador Dagberto Reis, que também é líder do governo na Câmara, já conversou com o prefeito Glauber Lima a respeito do assunto. Segundo ele o prefeito ficou de estudar o assunto, considerando a idéia bastante interessante como forma de estimulo a agricultura familiar e o fortalecimento das agroindústrias do município, que vem crescendo muito nos últimos dois anos. O vereador Jason Flores tem buscado contatos junto ao governo estadual e defende que os recursos para investimentos na UERGS devem ser mantidos. “ Esta universidade é fundamental para a formação de pessoas que atuam  diretamente no desenvolvimento do nosso município.Vamos preserva-la e lutar para melhora-la ainda mais”, disse o vereador do PMDB. Morador da zona rural, onde é assentado, o vereador Itacir  Soares, considera  a UERGS  um patrimônio do povo gaúcho e considera importante o intercâmbio com cooperativas do setor, na promoção de pesquisa e extenção dos cursos que dialogam com o setor. “ A UERGS tem formado muitas pessoas, inclusive assentados, que colocam em prática seu conhecimento junto ao seu núcleo familiar e que ajudam no crescimento do município”, destacou Itacir. A Frente em Defesa da UERGS, conforme o presidente Dagberto Reis, pretende manter as reuniões com professores e alunos dos centros acadêmicos da universidade, buscando auxiliar nas principais demandas da comunidade 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.